sábado, 17 de dezembro de 2011

Falta MATURIDADE


Por Raimundo Borges

Parece incrível! Mas São Luís vai comemorar os 400 anos em 2012, de maneira atravessada. A causa é a guerra política que se trava entre o governo do Estado e a prefeitura da capital. O que seria uma divergência política, natural e aceitável no processo democrático, passou a uma guerra declarada.
João Castelo X Roseana
 A governadora Roseana e o prefeito João Castelo tornaram-se inimigos mortais. E ponto final. A população de São Luís acompanha, estupefata, o desenrolar dessa batalha surda e sórdida. A prática que só ofende o bem senso e destroça relações de civilidade que deve prevalecer entre autoridades legitimamente eleitas pelo povo.

Roseana Sarney (PMDB) e João Castelo (PSDB) simplesmente tornaram-se inimigos. Não adversários. Nada entre as duas administrações somam em favor da população porque o sentimento é de ódio. Nenhum deputado, nem um secretário, nem o juiz, nem o bispo – ninguém  se atreve a intermediar uma aproximação em nome do povo. É uma politicalha que não serve à cidade, longamente massacrada por um jogo de poder totalmente descabido nos tempos em que o país vive.

São Luís vai passar o 4º centenário com essa prática danosa. Tudo vai ser dividido. O Carnaval, os festejos juninos, as ladainhas, o símbolo dos 4º centenário – cada um fazendo as coisas por um lado.

Não há como as duas partes sentarem-se à mesa para discutir a cidade, sem o jogo eleitoral. O turista que vier conhecer a capital dos 400 anos vai sair com a imagem de uma cidade mercê de interesses menores. Até Israel aceitou negociar a autonomia do povo palestino. Aqui o prefeito e a governadora não reconhecem um ao outro como representantes do mesmo povo que os elegeu. Paciência!

Beija-Flor de luto com a morte de JOÃOZINHO TRINTA

Foi com imensa tristeza que a Beija-Flor de Nilópolis recebeu na manhã deste sábado, 17, a notícia da morte do carnavalesco Joãosinho Trinta, que ocorreu na manhã de hoje, no Hospital UDI, em São Luís, capital do Maranhão, onde ele estve internado desde o último dia 3. O velório está previsto para acontecer no Museu Histórico e Artístico do Maranhão, mas ainda não foi divulgado quando ocorrerá. Já o enterro está previsto para a próxima segunda-feira, às 10h.

Para Laíla, diretor de carnaval da agremiação, Joãosinho Trinta não foi importante somente para a história da Beija-Flor, mas de todo o Carnaval carioca.

Joãosinho com Selminha Sorriso e Raíssa
Oliveira na Beija-Flor
- Ele tinha um espírito inovador e ousado e foi peça importante para a transformação dos desfiles das escolas de samba no espetáculo que temos hoje. A Beija-Flor está profundamente consternada e tenho certeza que é o mesmo que está sentindo toda a nossa comunidade – comentou o dirigente.

Em setembro deste ano, em visita ao Rio, o carnavalesco esteve no barracão da escola, quando conheceu o projeto do desfile de 2012. Também esteve na quadra, em Nilópolis, onde acompanhou uma das etapas do concurso que escolheu o samba-enredo da Beija-Flor para o próximo Carnaval, que tem como tema o aniversário de 400 anos de fundação de São Luís do Maranhão, cidade natal de João.

- Ele estava muito animado com o desfile e estava programando estar com a escola na Avenida. Ele seria o destaque principal do último carro e receberia uma grande homenagem da Beija-Flor na Marquês de Sapucaí – concluiu Laíla.

Joãosinho Trinta estreou na azul e branco em 1976, ano do primeiro campeonato da escola no grupo principal. Assinou os desfiles da Beija-Flor até 1992, conquistando cinco campeonatos com a agremiação.

Atualmente, ele estava trabalhando em projetos da Secretaria da Cultura para a comemoração dos 400 anos de São Luís, em 2012. Planejava um cortejo de 5 mil pessoas, repleto do luxo que o tornou famoso, para contar a trajetória da cidade.

Essa galera toda quer presente PAPAI NOEL.


sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

JOÃO BARRÊTO, poeta, boêmio e muito mais.

Por Kleber Lago
Kleber Lago e João Barrêto

O boêmio de carteirinha, meu amigo e companheiro de mais de meio século, resolveu arrumar as malas, pôr o violão debaixo do braço e, sem aviso prévio, sair ao encontro de outros que partiram antes dele.

Dentro da noção de tempo que por aqui se tem, o tempo que se passou desde a partida de João já foi mais que suficiente para o encontro com as pessoas alvo de sua procura. E quem sabe não esteja ele, agora, num evento poético-musical, com o outro João, Diouro, Ribamar Lopes, Ribamar Carvalho, William Fontoura, Damião Sousa e com outros cultores das letras e das artes que passaram por este nosso mundo e dele já se foram.

De acordo com o que asseveram alguns estudiosos do outro lado da vida, é de paz e alegria o lugar a que nos destinamos, depois desta curta existência terrena. Chegam até a afirmar que, ali, todos convivem em condições de igualdade. Isso me leva a imaginar que nós, os poetas, cantores e músicos menores, em lá estando, não sentimos nenhuma dificuldade no relacionamento com os chamados maiores. E não seria nenhum exagero imaginativo inserir, nos eventos a que antes me referi, cenas com João Barreto satirizando heróis camonianos e shakespearianos, João do Vale cantando La Traviata, Damião Souza executando no acordeão trechos deTraumerei (Reverie) e da Nona Sinfonia, enquanto Camões e Shakespeare cordelizam criações de Ribamar Lopes, Caruso solta a voz no Pisa na Fulô, Schumann e Beethoven regem conjuntos musicais de sanfoneiros nordestinos...

Zé Barrêto
Não afirmo nem nego que tudo isso esteja acontecendo por lá, da maneira como minha imaginação me levou a descrever. Mas asseguro que eu ainda estou do lado de cá da vida, pisando o chão de minha terra, entrando agora no Bar do Índio, local a que sempre me dirijo quando chego a Pedreiras, para encontrar amigos, conversar e, sob as mais variadas versões, ouvir notícias de fatos jocosos que envolvem intelectuais da cidade, tanto os que realmente o são quanto os que, embora não o sejam, assim se consideram.

Está desocupada a minha mesa predileta, a última do lado direito de quem entra. Sento-me, de costas para a parede, olhos voltados para o painel de fotos, afixado na parede oposta. Um sopro de lembranças me atinge a alma. Vem-me a impressão de estar vendo, sentado na mesma cadeira apertada entre a mesa e a pilha de vasilhames, o velho companheiro e amigo João, trocando ideias comigo, ao som de boa música romântica, entre goles de cerveja e baforadas de cigarro. Agora, é a saudade, simplesmente a saudade, provocando esta visão que só se apaga quando o pensamento me leva a ouvir a gargalhada estridente do Zé Roberto, depois de uma daquelas piadas sem graça por ele mesmo contadas e que só nele provocam riso.

Sei que ainda vou sentir muitas vezes a presença de João no Bar do Índio, da mesma forma como, nos intervalos desses “encontros”, estarei exposto aos ventos das lembranças de situações e de fatos que marcaram a existência de uma pessoa que só sabia ser do jeito que era para uns e que era para outros. Uma pessoa, cujas aparências não revelavam a quem não o conhecesse profundamente que nele não havia apenas o boêmio de carteirinha e o poeta de expressão espontânea, rica e forte.

João era bom esposo, pai exemplar e amigo leal, um homem de coração tão grande quanto os seus apelos boêmios e a sua verve poética. Embora não demonstrasse a todo mundo, tinha consciência de suas limitações, reconhecia os valores alheios e sabia pedir orientação àqueles que ele considerava capazes de responder a suas indagações, dirimir as suas dúvidas e fazer cessar os motivos de suas teimosias.

Orgulha-me ter sido uma dessas pessoas, ter recebido todo o seu respeito, ter conquistado a sua admiração e ter merecido dele um reconhecimento desproporcional ao pouco que lhe pude oferecer. Ele fez de mim uma espécie de divindade intocável, tornou-me crítico de sua vida e de seu trabalho poético, transformou-me em seu confidente, propagou de mim uma imagem bem maior do que a que realmente tenho e nunca permitiu que, em sua presença, alguém ensaiasse sequer uma tentativa de macular-me a dignidade. Não me escondia nada e se sentia à vontade para falar-me de seus problemas existenciais e para se aconselhar comigo.

É este o João de quem vou lembrar-me para sempre: o João que, além de tudo por que se fez conhecer e apesar da aparência de homem forte e até certo ponto despreocupado, carregava em si uma grande dose de inquietação, em face de algumas dúvidas, incertezas e medos, cujas visitas à mente humana se tornam mais frequentes, quando, ao alcançarmos o estágio da vida em que as debilidades físicas começam a se acentuar em nós, somos levados a uma consciência maior das nossas fragilidades diante do desconhecido.

A mim, seu amigo e confidente, João me revelava essa consciência. A propósito, num dos nossos últimos encontros antes de sua partida, ele, lamentando não ter podido oferecer materialmente aos seus familiares tudo o que havia desejado, como garantia de um futuro que embora humilde fosse sem problemas, disse-me do seu conforto por ter conseguido encaminhar os filhos para o bem, manter no núcleo da família um clima de união, fraternidade e respeito, e preservar no peito um grande sentimento de amor por todos. De repente, olhou-me no fundo dos olhos e me declarou, voz embargada, que me deixaria simbolicamente esse amor como herança, para que, no caso de ele se ir antes de mim, eu continuasse, em nome dele, a dedicá-lo aos seus entes queridos... E é o que tenho feito.

PROFESSORES e TÉCNICOS em INFORMÁTICA podem ter NATAL comprometido em PEDREIRAS.

Fonte: Blog do Elcinho.
Esta é uma informação não oficial, mas, algumas pessoas ligadas a prefeitura municipal, afirmam que não haverá o pagamento do décimo terceiro salário para os professores seletivados no início do ano, e técnicos de informática, que também participaram do processo seletivo. 

Ora, é dever de todo empregador garantir o pagamento da gratificação de Natal que foi instituída no Brasil pela Lei 4.090, de 13/07/1962, e que garante que o trabalhador receba o correspondente a 1/12 (um doze avos) da remuneração por mês trabalhado. Ou seja, consiste no pagamento de um salário extra ao trabalhador no final de cada ano. Hoje aconteceu o pagamento dos professores efetivos, com toda justiça, mas os profissionais acima citados e aprovados no último seletivo, ainda não tiveram sua parcela depositada.

Queremos acreditar, que está notícia desagradável não passe de boatos, e que, assim como os outros funcionários,  possamos gozar de nossos direitos trabalhistas, constitucionalmente protegidos. Caso contrário, já não poderemos sequer participar das festividades de fim de ano,como ceiar com a família, trocar presentes e saudar o ano vindouro, restando-nos apenas, o amigo da onça, cujo os presentes não passam de 1,99... Registramos também, a assiduidade dos salários rigorosamente pagos em dia até aqui.

Por fim, pedimos a sensibilidade e compreensão dos orgãos competentes, na resolução deste impasse, e que o quanto antes, façam valer um direito que nos assiste.

Elcimar silva lima filho, professor seletivado pela prefeitura municipal.

SANTOS x BARCELONA: Neymar tenta começar a destronar Messi


Jovem craque fecha o ano da consagração no duelo contra o melhor do mundo


Ao assinar um novo contrato com o Santos e selar sua permanência no país até 2014, Neymar ficou mais longe de um de seus sonhos: ser escolhido o melhor jogador do mundo na eleição promovida anualmente pela Fifa. 

Ainda que seja candidato ao prêmio no futuro, é inegável que suas chances ficam menores - afinal, a repercussão das competições europeias é muito maior entre o eleitorado do troféu, composto por capitães e técnicos de todas as seleções do mundo. 

Ainda assim, o staff do jogador (que inclui Neymar pai, representantes do Santos e a agência de marketing 9ine, de Ronaldo) acredita ser possível colocar Neymar na lista dos finalistas - que, neste ano, tem Messi, Xavi e Cristiano Ronaldo - mesmo com o jogador atuando no país. Dentro dessa estratégia, a decisão do Mundial de Clubes, entre Santos e Barcelona, na manhã de domingo, em Yokohama, é fundamental. 

Se Neymar levar a equipe brasileira ao título no duelo contra o Barcelona de Messi, subirá a um outro patamar na galeria de craques internacionais, ficando ombro a ombro com nomes como Cristiano Ronaldo, Rooney, Xavi e outros superastros.

Para começar a destronar Messi, Neymar precisa brilhar no domingo. O jogador já venceu uma Copa Libertadores - marcando gol na decisão - e atuou bem pela seleção brasileira, inclusive em partidas no exterior. 

Nunca, porém, teve uma chance tão preciosa de ganhar projeção internacional e confirmar seu talento diante de um público tão amplo. 

Será a última partida de um ano de confirmação da promessa santista - depois de apresentar lampejos de genialidade no ano passado, Neymar explodiu de vez em 2011, tanto no gramado (além da Libertadores, faturou o Campeonato Paulista e se firmou como titular da seleção) como fora dele (virou um ídolo nacional, campeão em popularidade e garoto-propaganda mais disputado do país).

Enquanto isso, na Catalunha, o ano de Messi foi similar aos anteriores: uma sequência impressionante de golaços, vitórias e títulos pelo Barcelona. 

O ponto alto foi o triunfo na final da Liga dos Campeões, disputada em Londres, contra o Manchester United. No domingo, a final decide não apenas o título mundial de clubes - apontará também qual dos dois craques foi o mais vencedor no ano.

NÃO CAIA TANTO

Se dependesse da força física, Messi jamais teria chegado ao patamar de melhor jogador do mundo. O argentino, aliás, era ainda mais frágil que Neymar - teve até que passar por um tratamento médico para estimular o crescimento. Hoje, tem uma boa resistência aos trancos dos zagueiros. Antes mesmo de qualquer tipo de preparação especial, porém, Messi já tinha uma característica especial: sempre tentar ficar de pé, mesmo nas entradas mais duras dos adversários. Por não perder tempo cavando faltas e tentando simular golpes dos defensores, ele consegue concluir mais jogadas - e fazer mais gols.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

OSCAR NIEMEYER festeja 104 anos trabalhando

Arquiteto concebeu mais de 600 projetos arquitetônicos em todo o mundo.
'Enquanto houver uma mulher perto, que aconteça o que acontecer!', disse.

O arquiteto - Oscar Niemeyer

Para festejar seus 104 anos nesta quinta-feira (15), o célebre arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer decidiu fazer o que mais gosta: trabalhar em seu ateliê de janelas amplas diante da praia de Copacabana.

O aniversário coincide com a saída do número 11 da revista "Nosso Caminho", uma publicação trimestral consagrada à arquitetura e às artes em geral, na qual presta homenagem ao poeta, cantor, compositor e pai da Bossa Nova, Vinícius de Moraes, que foi seu amigo próximo, em vida.

A foto da mesquita de Argel, atualmente em construção, um projeto saído da mesa de desenho de Niemeyer, ilustra a capa de "Nosso Caminho", que ele edita com sua esposa Vera Lucia, com quem se casou aos 98 anos.

Embora repita com frequência que "ter mais de 100 anos é uma merda", Niemeyer já recebeu um presente de aniversário: una escultura denominada "Laura", criação do caricaturista Lan e esculpida em bronze pelo artista Marcos André, informou nesta quarta-feira (14) o jornal "O Globo".

Mas Niemeyer também recebeu uma notícia ruim: o fechamento, nesta quinta-feira, do Complexo Cultural de Avilés (Espanha) inaugurado no ano passado.

A "praça aberta ao mundo" imaginada por Niemeyer fecha suas portas porque o governo de Astúrias acusa os administradores de gastos excessivos, segundo o jornal "Folha de S. Paulo".

Admirado pela força de sua criação e longevidade, Niemeyer vai todos os dias a seu ateliê, apesar dos problemas de saúde dos últimos anos: fraturou a pélvis e, no ano passado, foi hospitalizado várias vezes, inclusive por um câncer de cólon.

O arquiteto, um comunista de carteirinha, também encontra tempo para participar das reuniões da revista que criou para "falar com a juventude".

Da revista, escrita em português, espanhol e inglês, faz parte o caderno "Explicação necessária", onde Niemeyer escreve sobre o processo de criação de suas obras.

Sambódromo
Nascido no dia 15 de dezembro de 1907 no Rio de Janeiro, o arquiteto concebeu mais de 600 projetos arquitetônicos em todo o mundo. Ainda dirige vários, como a renovação do Sambódromo no Rio de Janeiro, adaptando-o aos Jogos Olímpicos de 2016 na cidade.

Em agosto passado, Niemeyer, que revolucionou a arquitetura moderna com curvas sensuais inspiradas, segundo ele, "no corpo da mulher brasileira", disse à imprensa que ainda há coisas que gostaria de fazer, como um "belo projeto para Copacabana".

"Uma vez me perguntaram o que pensava da vida. Respondi: enquanto houver uma mulher perto, que aconteça o que acontecer!", brincou Niemeyer, também autor da letra do samba "Tranquilo com a vida", uma canção otimista sobre um morador de uma favela que tem a esperança de um futuro mais justo.

Música: LINHA IMAGINÁRIA (seu moço) em Vídeo - Humor


LINHA IMAGINÁRIA 
Autores: Zé Lopes / Nonato Matos / Paul Getty 

Seu moço 
Vou pegar minha canoa 
E descer o Mearim 
É... que sou da terra de Diouro 
Sou da terra de João. 

Sabe do poema que eu te fiz 
Falando das almas nuas 
Sob a ponte que caiu, 
Pois quem ama não divide 
Mas alguém te dividiu... 

A Trizidela não é mais aquela 
Rua do Tamarindo engole seu azedo 
Na Marmorana onde plantei meu medo 
Carrego a cruz para Jerusalém 

O aeroporto onde pousou saudade 
Virou rua da cidade e a periferia 
Nocauteada sem mostrar a cara 
Como Formiga na Floresta eu vi 

A Pedra Grande ser dinamitada 
Contrariando a sua geografia 
Navegando a linha imaginária 
Nas águas calmas onde a dor se dividia. 

Pecuapá o teu mergulho é vida 
João Munins hoje teu boi não dança 
Diarrôba tua alegria é lida 
João de Bronze tua arte não me cansa! 

Pedreiras Padroeiro Benidito 
Rua da Golada e Goiabal 
Rua da Boiada, Engenho e Seringal 
Pedreiras o teu cantar é mais bonito...

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

NOVA DROGA corrói pele e músculos e deixa ossos à mostra

Uma nova droga tem se espalhado pela Rússia e dizimado seus usuários. Produzida a partir da mistura de comprimidos de codeína, gasolina, solvente, ácido hidroclorídrico, iodo e fósforo vermelho (obtido de caixas de fósforo comuns), o krokodil (que em russo significa crocodilo) causa efeitos devastadores.

A droga recebeu este nome devido às consequências comuns ao seu uso, que são pele em tom esverdeado e cheia de escamas, como a de um crocodilo.

O krokodil é feito a partir da codeína, um analgésico opióide que pode ser comprado em qualquer farmácia russa sem receita médica, assim como acontece com analgésicos mais fracos no Brasil.

A consequência de se colocar tantos produtos químicos na veia é a irritação da pele, que com pouco tempo passa a ter uma aparência escamosa. A área onde o krokodil é injetado começa a gangrenar, depois a pele começa a cair até expor os músculos e ossos.

Utilizada, geralmente, como alternativa à heroína, a droga injetável corrói a cútis e os músculos, deixando os ossos à mostra. O composto é um derivado da morfina, e acaba anestesiando o local, que sofre gangrena e provoca dores insuportáveis. A pessoa apodrece até a morte.

O baixo preço da dose do krokodil, que normalmente custa cerca de R$ 10, tem servido como alternativa aos viciados em heroína, que pode chegar a R$ 170 a dose. A facilidade de adquirir os componentes químicos para a produção da droga também tem se mostrado um atrativo.

No entanto, enquanto os efeitos da heroína podem durar cerca de oito horas, os do krokodil chegam, no máximo, a 90 minutos. Assim, como a droga é feita em casa, em cerca de uma hora, a vida do viciado passa a ser produzir para consumir. Nestes casos, os usuários não sobrevivem mais que dois anos.

Segundo o Ministério da Saúde da Rússia, o vício em heroína chega a matar 30 mil pessoas por ano no país, o que representa um terço das mortes globais causadas pela droga. Como o krokodil só chegou à nação há quatro anos, os dados relativos ao seu consumo ainda não são certos. Contudo, o governo assume já ter conhecimento da sua existência. No início do ano, o presidente Dmitry Medvedev pediu a exclusão dos sites que explicam como a droga é produzida. A extinção da pílula, no entanto não foi solicitada.

Em maio, um porta-voz do Ministério da Saúde da Rússia anunciou que havia um projeto que permitiria a venda da codeína apenas sob prescrição médica, mas até hoje a medida não foi tomada. “Os comprimidos não custam muito, mas as margens de lucro são altíssimas. Algumas farmácias têm 25% de seus lucros na venda desses remédios. Não é do interesse das farmacêuticas que isso acabe. O governo precisa usar seu poder para regulamentar a venda”, disse em entrevista ao jornal britânico The Independent.

O porta-voz ainda adverte que, com a retirada da heroína, os sintomas de abstinência duram, em média, 10 dias. “Depois disso, ainda há um grande risco de recaída, mas a dor física deixará de existir. Com o krokodil, a dor pode durar até um mês e é insuportável. O usuário injeta a droga novamente só para deixar de sentir a dor”, afirma.

O krokodil pode acabar matando o usuário recorrente em mais ou menos 2 anos e são raros os casos de pessoas que se livraram do vício.

O Blog entrou em contato com a assessoria do Ministério da Saúde do Brasil, que não soube informar se a droga já chegou ao país.

Cade aprova fusão entre TAM e LAN, que cria maior empresa aérea da AL


Órgão antitruste impõe à empresa redução de voos entre SP e Santiago.
Acordo já havia sido aprovado por tribunal do Chile.

Executivos da TAM e da LAN
O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, em julgamento nesta quarta-feira (14), a fusão entre a TAM e a empresa aérea chilena LAN, que cria a Latam, maior companhia aérea da América Lantina.

Os conselheiros aprovaram ainda duas medidas para evitar concentração de mercado pela nova empresa.

A primeira delas é que a Latam será obrigada a repassar a concorrentes dois horários diários de voo entre São Paulo (aeroporto de Guarulhos) e Santiago, no Chile. Esses voos devem ser em horário comercialmente interessante e devem ser repassados a empresa interessada em operar na rota. Segundo o relator do processo, Olavo Chinaglia, o "remédio" é necessário porque a empresa teria 80% dos voos nessa rota. Além disso, apenas TAM e LAN fazem hoje voos diretos entre as duas cidades.

"A concentração é bastante alta em um mercado específico – São Paulo, Santiago, São Paulo – e por isso foi determinada a permuta de dois slots para que uma nova entrante nesse mercado possa competir com a Latam", disse Chinaglia.

A outra medida é que a Latam poderá ser membro de apenas uma aliança internacional de empresas aéreas. Hoje, a TAM pertence à Star Alliance, e a LAN, à Oneworld. De acordo com o Cade, a manutenção da Latam nos dois acordos – que permitem compartilhamento de voos e aumento do número de rotas disponíveis –, poderia dificultar a concorrência no setor aéreo.

O relator apontou que o principal problema verificado no setor não é a concentração de mercado pelas empresas aéreas mas a falta de infraestrutura nos aeroportos que impede a entrada de novos competidores. Ele disse que a fusão entre TAM e LAN pode trazer benefícios aos passageiros.

“Embora gere concentração, a operação também gera algumas eficiências que tendem a ser repassadas ao consumidor sob a forma de uma operação mais eficiente, maior oferta de horários e eventualmente até passagens mais baratas”, disse.

O plano de fusão foi anunciado em agosto pelas duas empresas. No mesmo mês, o negócio foi analisado pela Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae), do Ministério da Fazenda, e pela Secretaria de Direito Econômico (SDE), ligada ao Ministério da Justiça, que recomendaram ao Cade a sua aprovação sem restrições.

O acordo já havia sido aprovado, com ressalvas, pelo tribunal antitruste do Chile. Entre as condições impostas pelo tribunal está a renúncia pelas empresas de pelo menos uma das alianças globais de companhias aéreas que participam.

BRASIL produz 19 milionários por dia, aponta revista 'Forbes'


Crescimento da economia do país e o bom momento de setores como varejo e construção civil ajudam a criar a fantástica fábrica de milionários.
O crescimento da economia brasileira continua em ritmo forte, principalmente se comparado a economias da Europa e à dos Estados Unidos. E a boa fase, segundo a revistaForbes, tem permitido no país o surgimento de 19 novos milionários por dia desde 2007. 

De acordo com a reportagem, o fenômeno deve se prolongar até meados desta década. “É provável que esta estatística se repita pelos próximos três anos, se as superpotências da América Latina continuarem a apresentar crescimento estelar de seu PIB”, diz o texto.

Dentre as explicações possíveis, a Forbes cita o consumo no Brasil, que ainda cresce com força. Este cenário econômico favorável faz com que empresas do varejo e indústrias também experimentem crescimento. “À medida que os negócios aumentam, seus donos enriquecem”.

Outro motivo: a evolução dos indicadores sociais e a melhora na distribuição da renda. Estes dois fatos combinados contribuíram para engordar o faturamento não apenas de empresas do varejo, mas também das ligadas à saúde, ao mercado imobiliário e de construção, dentre outras. O resultado são mais milionários. 

Em um mercado em franca expansão, muitas empresas optam por se fundirem a outras, para se consolidarem como concorrentes de peso. Neste contexto, uma série de operações de fusões e aquisições com somas vultosas também ajuda a multiplicar o número de ricos no país.
No mercado imobiliário a agitação também é grande. No setor, a criação de milionários fica por conta da valorização dos imóveis, especialmente os que ficam em cidades-sede da Copa do Mundo e no Rio de Janeiro, que vai sediar as Olimpíadas de 2016.

A Forbes, entretanto, faz questão de ressaltar que está falando de milionários tupiniquins: “Note que eles são milionários em termos da moeda brasileira. Alguém que tenha um milhão de reais possui, na verdade, cerca de 540 mil de dólares”.

Apesar das estatísticas favoráveis, a revista lembra que economistas têm alertado sobre rumos que o país pode tomar. “A economia do Brasil vem crescendo a uma taxa anual de 5% nos últimos anos, e isto deve se manter a médio prazo. Entretanto, a economia do país pode superaquecer, levando a inflação a níveis insustentáveis”, pondo em risco o funcionamento da fantástica fábrica de milionários. 


Carta a papai NOÉ - poema matuto (poeta LUIZ CAMPOS-RN)

Seu moço eu fui um garoto
Infeliz na minha infança
Qui soube que fui criança
Mas pela boca dos outo.
Só brinquei cum gafanhoto
Qui achava nos tabuleiro
Debaixo dos juazeiro
Com minhas vaca de osso
Essas catrevage, sêo moço,
Qui se arranja sem dinheiro.

Quando via um gurizin
Brincando de velocipe
De caminhão e de jipe
Bola, revólver e carrin
Sentia dentro de mim
Desgosto qui dava medo
Ficava chupando o dedo
Chorando o resto do dia
Só pruque eu num pudia
Pegar naqueles brinquedo.

Mas preguntei uma vez
A uns fio dum dôto
Diga, fazendo um favô,
Quem dá isso prá vocês?
Mim respondeu logo uns três
Isso aqui é o presente
Qui a gente é inocente
Vai drumi às vezes nem nota
Aí papai noé bota
Perto do berço da gente.

Fiquei naquilo pensando
Inté o natá chegá
E na noite de natá
Eu fui drumi mim lembrando
Acordei fiquei caçando
Por onde eu tava deitado
Seu moço eu fui enganado
Que de presente o que tinha
Era de mijo uma pocinha
Qui eu mesmo tinha botado.

Saí cum a bixiga preta
Caçando os amigo meu
Quando eles mostraram a eu
Caminhão, carro e carreta,
Bola, revólver, corneta
E trem elétrico inté.
Boneca, máquina de pé,
Mas num brinquei, só fiz vê,
E resolvi escrevê
Uma carta a papai noé.

Papai noé é pecado
Os outro se maltratá
Mas eu vou le recramá
Um troço qui tá errado
Qui aos fio de deputado
Você dá tanto carrin
Mas você é muito ruim
Qui lá em casa num vai
Por certo num é meu pai
Qui num se lembra de mim.

Já tô certo qui você
Só balança o povo seu
E um pobe qui nem eu
Você vê, faz qui num vê
E se você vê, por que
Na minha casa num vem?
O rancho qui a gente tem
É pequeno mas lhe cabe
Será qui você não sabe
Qui pobe é gente também?

Você de roupa incarnada
Colorida, bonitinha,
Nunca reparou qui a minha
Já tá toda remendada
Seja mais meu camarada
Prêu num chamá-lo de ruim
Para o ano faça assim:
Dê menos aos fio dos rico
De cada um tire um tico
E traga um presente pra mim.

Meu endereço eu vou dá
Da casa que moro nela
Moro naquela favela
Qui você nunca foi lá
Mas quando você chegá
Qui avistá uma paioça
Cuberta cum lona grossa
E dois buracão bem grande
E uma porta veia de frande
Pode batê qui é nossa.



terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Dicas de BELEZA - por Katyana Nascimento






Vereadores trocam socos em CHAPADINHA


Os vereadores França Nilo e Emerson Aguiar, líder e vice-líder da prefeita de Chapadinha Danúbia Carneiro, esposa do deputado Magno Bacelar, trocaram socos em uma sessão tumultuada na Câmara Municipal na tarde desta segunda-feira (12). Segundo relatos o vereador França Nilo discursava sobre uma questão agrária que envolve posseiros e sua família, acusando o colega Emerson Aguiar de atuar em favor dos posseiros.
Ainda em seu discurso França ameaçou propor uma CPI para investigar o caso em que Emerson Aguiar é acusado de envolvimento com corrupção de menores. Em sua defesa Emerson falou que a mãe das menores já teria prestado depoimento o inocentando e que “até as autoridades já teriam conhecimento que de que acusação não passou de armação”. Emerson Aguiar continuou o discurso fazendo referências consideradas difamatórias à vida privada de França Nilo.
Depois de ouvir a fala de Emerson, França voltou à tribuna e teria passado a ofender familiares de Emerson Aguiar que – a certa altura – não se conteve, levantou-se e encaixou um soco no parlamentar que usava a palavra. Daí em diante os edis perderam o controle. Veja abaixo o vídeo do momento em que ocorre a agressão.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Aos Blogueiros de PEDREIRAS.

Primeiro encontro dos Blogueiros de Pedreiras, dia 17.12.2011
 (na residência do Blogueiro Paul Getty)

Ao contrário do que muitos pensam, blog não é um site vertical criado por um nerd bobo e safado que só pensa em ganhar dinheiro às custas dos outros e vive para postar, agradando a gregos e troianos. Os blogs começaram como um site de links, que apontavam para outros sites de links que por sua vez apontavam para outros e assim por diante, isso significa que os blogs se relacionavam, foi isso que os fez crescer.

Hoje em dia rola uma disputa boba, blogs que se dizem menores contra blogs que se dizem maiores. Se eu falar que isso não existe eu estaria sendo hipócrita, mas o que todos não percebem é que isso é interessante apenas para os anunciantes, não para os leitores e muito menos para os blogueiros.

Leitor não quer saber o número de acessos do blog, ele quer ler o conteúdo e se distrair. Se blogueiros iniciantes pensarem apenas no contador de visitas, vão desanimar e acabar largando seus blogs. Visitação varia muito de conteúdo para conteúdo, e não de qualidade para falta de qualidade.

O meu blog, por exemplo, tem uma visitação boa, mas também, eu falo de assuntos variados, entretenimento, posto coisas que podem fazer um empresário ter curiosidade de acessar ou um menino da favela, que acessa o blog.  Isso não me torna um blogueiro que sabe tudo, eu sou apenas uma pessoa que posta um conteúdo que um número grande de pessoas tem interesse, apenas isso.

O que quero dizer é, cada BLOG tem seu conteúdo, tem seu valor e principalmente, tem seus leitores. Se eu montar um blog sobre relógios, posso ter o melhor blog do mundo, mas como o conteúdo é segmentado, terei poucos acessos, e quem disse que acessos refletem no valor de um blog?

Com pouco mais de 200 acessos por dia, hoje não me sinto um vitorioso por ter um número X de acessos, me sinto bem quando um único leitor dos muitos que acessam meu blog chega e fala: Nossa, parabéns pelo seu conteúdo, gostei. Mesmo que o meu conteúdo seja besta para algumas pessoas, outras podem se interessar e se aprofundar.

Dinheiro. Porque todo mundo acha chato quando outras pessoas ganham dinheiro quando isso é uma oportunidade que está ao alcance de todos? A vida não é fácil pessoal, eu trabalho, mas até o momento não ganhei um centavo com o meu blog, mas num futuro não muito distante se a oportunidade surgir, porque não agarrá-la?

Eu posso falar; posto no meu BLOG por PRAZER. Tenho um orgulho enorme de falar para as pessoas que sou blogueiro. Não vivo do meu blog, mas não condeno quem vive, não fico 2 dias sem postar no blog e não condeno quem fica, não ganho R$5,000 reais por mês com meu blog e não invejo quem ganha, muito pelo contrário, aprendo, aprendo como ser grande, como postar conteúdos bacanas, como agradar o maior número possível de pessoas, como deixá-las mais informadas, e como eu fico feliz em me destacar no meio de tantos blogs bons.

Vivemos em um país barraqueiro, temos mais programas de barracos (que muitas vezes abusam de pessoas carentes) do que jornais na televisão, a internet é o único meio em que o usuário pode escolher o que quer ver, sobre o que quer ler e até mesmo sobre qual campanha publicitária quer participar, pois ela não é jogada na cara dele como na televisão, onde devemos esperar o comercial passar para ver o filme, se não quiser ver campanha, apenas desça a barra de rolagem, simples.

Para quem não entendeu este post, é o seguinte: não julgue um blogueiro pelo tamanho do seu blog, quer um exemplo? Décio Sá tem o blog mais acessado do Maranhão, e segundo dizem que é um cara acessível e gente boa pra caramba.

Procurem-me no Blog, me mandem e-mails, me convidem para sair e tomar um chopp, mas por favor não achem que sou arrogante antes de me conhecerem, somente porque tenho um blog que gosto de cuidar e fazer crescer ou por ter criado um blog que estou dando o sangue para funcionar.


TAPAJÓS culpa CARAJÁS e Duda Mendonça por derrota.

Santarém – Com 100% das urnas apuradas, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) divulgou no início da madrugada desta segunda-feira o resultado final do plebiscito sobre a divisão do Estado do Pará. Segundo os dados, a criação dos Estados de Tapajós e Carajás foi rejeitada por 66,08% e 66,60% dos eleitores paraenses, respectivamente. 


Paraenses
comemoram nas ruas não divisão do Estado em três
Os líderes separatistas do Tapajós, no oeste do Pará, atribuíram parte da culpa pela derrota à aliança que fizeram com o movimento do Carajás, no sudeste do Estado. Eles criticaram a decisão de unificar as campanhas e apontaram o publicitário Duda Mendonça como um dos culpados pelo fracasso.

Responsável pelo marketing pró-divisão, Duda passou o último mês mergulhado na campanha e morando num dos hotéis mais caros de Belém. O baiano, que possui terras no Carajás, diz ter trabalhado sem cobrar cachê. Exigiu, porém, que a campanha contratasse sua equipe.

A prefeita de Santarém, Maria do Carmo (PT), disse que a criação do Tapajós enfrentava menor rejeição que a criação do Carajás na região de Belém. Afirmando que não gostaria de criticar o trabalho de Duda Mendonça, ela chamou de equívoco a campanha não ter mostrado em detalhes as diferenças entre as regiões.
 
Também lamentou que a pecha de “forasteiros” atribuída ao Carajás tenha prejudicado Tapajós. Na região do Carajás, que concentra reservas de minério, cerca de 80% de sua população é originária de outros Estados.
 
Presidente do Instituto Cidadão Pró-Estado do Tapajós, o professor Edivaldo Bernardo, da Universidade Federal do Oeste do Pará, disse que o plebiscito seria mais fácil sem o Carajás. Mas, segundo os separatistas, o Tapajós dependeu financeiramente da outra região. Calculam que o “primo rico” tenha bancado 80% da campanha.
 
Além disso, só com a união as duas regiões conseguiram aprovar no Congresso a realização do plebiscito.

Luto
Ontem à noite, a Prefeitura de Santarém anunciou luto oficial para hoje. A prefeita disse que outras cidades em que a maior parte dos votos foi a favor da criação do Tapajós e do Carajás também decretarão luto.
 
Edivaldo Bernardo afirmou que, apesar da derrota, o plebiscito pode servir de “barganha” para que as regiões mais pobres consigam mais investimentos.
 
Os líderes pró-Tapajós também anunciaram que vão propor, na Assembleia, a transferência da capital do Pará para o centro do Estado como forma de obrigar o governo a investir nas regiões mais isoladas. Uma das cidades cogitadas é Altamira, onde está sendo construída a hidrelétrica de Belo Monte.
 
“Foi uma disputa desigual”, disse Lira Maia (DEM), deputado federal e presidente da frente pró-Tapajós.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...