terça-feira, 12 de junho de 2012

Suspeito de participar da execução de DÉCIO SÁ saiu da cadeia para a MORTE

Valdênio José da Silva
Nos meios jornalísticos e até mesmo em conversas entre policiais, havia uma unanimidade assim que Valdênio José da Silva, 38 anos, foi colocado em liberdade: será morto como queima de arquivo. Ele foi liberado há cerca de 15 dias.

Valdênio teve prisão temporária decretada na noite de quinta-feira (26) de abril passado, três dias após a execução do jornalista Décio Sá em um bar da avenida Litorânea. 

Com ele, também foi preso temporariamente Fábio Roberto Cavalcante Lima, o “Fabinho”, como suspeito de participar do assassinato do jornalista.

Na ocasião da prisão de Valdênio, foi apreendido um revólver calibre 38. Ele permaneceu por 30 dias preso como um dos principais suspeitos da execução de Décio Sá. Ele, pelas suspeitas da polícia que investiga o caso, junto com Fabinho, teria auxiliado o assassino na fuga.

Contra Valdênio pesa ainda a suspeita de participação no assassinato do empresário Fabio Brasil, executado em uma avenida de Teresina e que teria como mandante um grupo de empresários de São Luís.

Valdênio chegou a ser preso em 2009 por envolvimento em roubo de cargas em Alagoas. Aqui no Maranhão chegou a trabalhar para diversos empresários, inclusive alguns que foram alvos de denúncias do blog do jornalista Décio Sá.

Um comentário:

Anônimo disse...

Ainda nos dias de hoje, pessoas de pensamentos ruins! atormentam a sociedade com tais práticas contrarias ao amor, a paz e a verdadeira JUSTIÇA.Só podemos lamentar, que o homem se utilise do livre harbitrio para a sua propria condenação...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...