sábado, 10 de novembro de 2012

23º Campeonato Brasileiro de SINUCA termina neste domingo

O XXIII Campeonato Brasileiro de Sinuca termina neste domingo (11), com os jogos realizados a partir das 10h, na Praça de Eventos do Shopping da Ilha. Neste domingo teremos novas semifinais e as finais das categorias Máster Mista, Máster Snooker e Sênior. No sábado foram conhecidos os campeões do sub-18 e feminino. A entrada é gratuita. Os jogos tem transmissão ao vivo no site: www.pontodasinuca.com PARA ASSISTIR AO VIVO CLIQUE AQUI

Salão de Sinuca montado no Shopping da Ilha
Supervisionado pela Confederação Brasileira de Bilhar e Sinuca (CBBS), o campeonato é uma realização da Federação Maranhense de Bilhar e Sinuca (FMBS) e AABB, com patrocínio do Governo do Maranhão, Prefeitura de São Luís e Sinucas Jocari, a mesa oficial do CBS 2012. Todas as mesas 3,56, no padrão inglês e 2,84, no padrão brasileiro, com tecido inglês Strachan 6811 do CBS 2012 estão à venda.

O CBS tem apoio ainda dos hotéis Saint Louis, Brisa Mar, Premier, Praia Mar e Luzeiros, Grupo Mateus, SLP Eventos, Cemar, Bus Transportes, Schincariol, Ótica Diniz, TVN, HCG, Mar Doce, Locaben, Centro Elétrico, Mar Doce, TV Guará, Jornal Pequeno, Opendoor e Menescal Placas. Na última sexta, o homenageado do CBS 2012, Rui Chapéu, participou dos programas Chegaí e Balanço Geral, da TV Cidade. 

Paul Getty e Rui Chapéu o rei da sinuca no Brasil
Na emissora afiliada da Rede Record de Televisão, Rui Chapéu fez apresentação ao vivo em mesa de bilhar, falou de sua história e do seu trabalho de valorização e conceituação da nova imagem da sinuca brasileira. Também destacou a nova fase da sinuca nacional com o trabalho que vem sendo feito pela nova direção da CBBS, que tem à frente o presidente Pedro Rolim (RJ) e o vice Lourival Bogéa (MA). 

“Convido a todos para assistirem aos jogos do XXIII Campeonato Brasileiro de Sinuca, no Shopping da Ilha. É um trabalho de toda uma equipe, muito bem coordenado pelo Lourival e Pedro Rolim. Esse trabalho valoriza e avança a qualidade profissional da sinuca brasileira”, disse Rui Chapéu, que também agradeceu o patrocínio da Bus Transportes, do empresário Ubaldo Silva. Participe com sua família. 

PAUTA: 
Lourival Marques Bogéa 
Vice-Presidente da Confederação Brasileira de Bilhar e Sinuca (CBBS 
98 9974 45 22 (OI) - 98 8111 6908 (TIM) - 98 8771 6806 

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

TOTONHO CHICOTE é recebido em Brasília pela Governadora Roseana e Deputados (veja as fotos)

Totonho Chicote qual a importância de um Prefeito visitar a capital do País? “Um prefeito que visita Brasília, mostra que esta preocupado com seu município, que quer o melhor para o seu povo, por isso que esta semana estive em Brasília, discutindo e viabilizando recursos para 2013, foi com este propósito que fui eleito, para cuidar da população, dá melhor qualidade de vida para nossa gente”, ressaltou o Prefeito eleito de Pedreiras.

Totonho mostra porque foi eleito o prefeito de Pedreiras, um prefeito dinâmico, arrojado, que mesmo antes de ser diplomado já esta em busca de recursos para o seu município, e é assim que um prefeito tem que ser, se eleito foi, tem que buscar as melhorias para sua cidade, tem que visitar os gabinetes dos Deputados, Senadores, Ministros etc., em busca de convênios e recursos federais. Tenho certeza, com o potencial que tem de homem empreendedor, ele irá ser o melhor administrador municipal da região do Mearim", disse o Vereador Elcinho Gírio.

Governadora Roseana recebe Totonho em sua residência em Brasília - Lago Sul
TOTONHO prefeito eleito de Pedreiras com o deputado federal Cleber Verde
na residência da Governadora Roseana em Brasília
  
J.Pinto, Cleber Verde, Totonho, Chiquinho e Elcinho         Cleber Verde, Totonho e Chiquinho Escórcio
 
Vereador Elcinho, Cleber Verde e Totonho                 Elcinho, Totonho e Dep Federal Davi Alves Junior    
 
Cleber Verde, Senador Edinho Lobão e Totonho          Dep. Federal Alberto Filho e Totonho Chicote
 
Sup. Exec.do Minist da Pesca Átila Rocha e Elcinho    Totonho, Cleber Verde, Elcinho e Átila Rocha
Prefeito eleito de Pedreiras TOTONHO CHICOTE - (PRB) feliz da vida!

HOMENS E MULHERES são mesmo iguais - por Ana Paula Padrão

"Elas mal se deram conta e eles estão adorando"


Há algo muito estranho com os homens. Eles querem se casar! Escrevem livros românticos abraçando a estabilidade conjugal. Assumem publicamente suas paixões e compreendem que a mulher priorize sua vida profissional. Não se incomodam em ganhar menos que as companheiras e – oh! – podem abrir mão da própria carreira para ficar em casa com os filhos enquanto a executiva do casal sua o tailleur para botar comida na mesa. 

Há duas semanas fui mediadora de um painel sobre jovens talentos femininos. Foi num seminário internacional de mulheres executivas, na França. Todas as quatro debatedoras, de quatro cantos diferentes do mundo, tinham menos de 40 anos. Duas delas menos de 30! E todas muito bem-sucedidas naquilo que escolheram fazer. Apenas duas eram casadas. E só uma tinha um filho. Eu tentei fazer as perguntas de praxe: em quem você se inspirou, se foi beneficiada por algum programa de mentoria para mulheres. Aquilo não fazia sentido para elas. 

As respostas foram inconclusivas e distintas. Para mim ficou claro que nenhuma daquelas profissionais sofreu preconceito dos homens para chegar lá! Elas foram reconhecidas pelas corporações e pelo mercado como boas profissionais e pronto! Saí de lá pensando se elas têm ideia do que significa a expressão teto de vidro. Ou se ele é um fenômeno geracional!

Ok, você vai me dizer que, no Brasil, esse é um movimento incipiente. E que a maior parte dos fatos acima faz parte das realidades europeia ou americana. Você não está errado. Mas a tendência está aí. Basta dar uma olhadinha nos números. Hoje, 32,2% dos lares brasileiros são chefiados por mulheres. Há dez anos eram apenas 22%. E 36,4% dos casais não oficializaram a união. A mulher deixou de fazer questão desse detalhe. A renda das brasileiras subiu 66% na comparação de 2002 com 2012. E, com dinheiro na mão, elas são as principais decisoras de consumo no País. 

E ainda que deixemos as pesquisas de lado! Você não conhece um casal em que a mulher investe na carreira enquanto o marido fica em casa? E ainda cozinha? A novidade é: os homens – os que trabalham e os que não trabalham, mas, em geral, os mais jovens – me parecem bastante satisfeitos com esse arranjo. Eles admiram suas mulheres, suas colegas de trabalho, suas amigas e não consideram a possibilidade de que elas não façam suas próprias escolhas. Profissionais, inclusive.

Quem me convidou para conduzir aquele painel de mulheres na França foi a Renault-Nissan do Brasil. Lá, conversei muito com as colaboradoras da empresa, e com o presidente no Brasil, Olivier Murguet, sobre o universo feminino do trabalho, diferente, sim, no Brasil e na Europa. Mas me surpeendeu ver que uma empresa de um setor tradicionalmente masculino, como o automotivo, participa ativamente de um seminário sobre os dramas femininos no trabalho! E está atenta à carreira de suas funcionárias!

Sim, meus caros, a moda está pegando. A coisa toda é uma verdade capaz de fazer estremecer as mais aguerridas feministas. A igualdade de papéis chegou sem alarde. Nós, mulheres, mal nos demos conta. E eles estão adorando.

Ana Paula Padrão é jornalista e apresentadora

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

ROYALTIES DO PETRÓLEO (Veja no quadro abaixo quanto cada cidade maranhense irá receber)

Cálculos fazem parte de levantamento da Confederação dos Municípios. Capital deve receber o maior valor, R$ 27.730.706.

A redistribuição dos royalties da exploração de petróleo na camada pré-sal, aprovada na última terça-feira (6) no Congresso Nacional, deve representar um acréscimo de R$ 220 milhões nas receitas dos 217 municípios maranhenses, em 2013. Os números fazem parte de um estudo realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Pelo texto aprovado no Congresso, todos os estados e municípios brasileiros terão direito a um percentual nos royalties, após a sanção presidencial. De acordo com o levantamento, a maior parte do ‘bolo’ será destinado à capital maranhense, que deve ficar com R$ 27.730.706.
Após a capital maranhense, duas cidades, Imperatriz e São José de Ribamar, devem receber uma quantia de R$ 5.388.376 cada uma. Da mesma forma, segundo a CNM, Timon e Caxias passarão a receber no próximo ano R$ 5.254.156 pelos royalties.

Paço do Lumiar e Açailândia devem receber R$ 2.147.520, enquanto que Codó, R$ 2.281.740, Pedreiras R$ 1.207,980 e Trizidela do Vale R$ 805.320,00.

Já 34 municípios (Afonso Cunha, Amapá do Maranhão, Belágua, Benedito Leite, Bacurituba, Bernardo do Mearim, Boa Vista do Gurupi, Cachoeira Grande, Central do Maranhão, Feira Nova do Maranhão, Fernando Falcão, Governador Luiz Rocha, Graça Aranha, Jatobá, Junco do Maranhão, Lago dos Rodrigues, Lajeado Novo, Marajá do Sena, Milagres do Maranhão, Montes Altos, Nova Colinas, Nova Iorque, Porto Rico do Maranhão, Presidente Médici, Sambaíba, Santa Filomena do Maranhão, São Domingos do Azeitão, São Félix de Balsas, São José dos Basílios, São Pedro dos Crentes, São Raimundo do Doca Bezerra, São Roberto, Sucupira do Riachão, Tasso Fragoso) receberão os menores valores no Estado, aproximadamente R$ 402.660.

Os valores serão distribuídos de acordo com o mesmo critério de rateio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).
Veja o quadro abaixo:

"ENTRE ASPAS" Joelmir Betting


A cantora SANDY processa os Estados Unidos porque está sendo chamada de FURACÃO

A cantora Sandy resolveu processar os Estados Unidos porque está sendo chamada de furacão, devastador por sinal. A famosa brasileira não gostou de ter o seu nome atrelado ao temível furacão que acabou com parte de Nova York. 

Segundo a revista "Star News", o governo americano também cancelou o visto da cantora, impedindo-a de visitar os EUA por tempo indeterminado. Em sua decisão, o governo alegou que é melhor, para os EUA, evitar receber visita de qualquer fenômeno de nome Sandy. "Não queremos ouvir falar nesse nome Sandy", teria dito o porta voz do governo. 

Em conversa com jornalistas, Sandy diz que está mais chateada por esta sendo chamada de furacão do que ter perdido o visto americano. "Poderiam ter colocado outro nome no furacão, Luan Santana, Restart, Gustavo Lima e você, criatividade era o que não faltava", disse a cantora brasileira.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Companhia Aérea AZUL poderá voar para Carolina no sul do Maranhão

O motivo da visita do secretario estadual de Turismo, Jura Filho, ao ministro do Turismo, Gastão Vieira, ontem, no DF, foi reforçar o pedido de providências para a inclusão da rota São Luís/Carolina nos voos regionais. 

E Jura Filho, saiu de lá com toda convicção que a rota será viabilizada, mediante “uma atenção maior no sentido de buscar estudos técnicos e de demanda junto às companhias aéreas”. 

Em tempo: uma reunião com a companhia aérea Azul já está prevista até o início de dezembro. 

PESSOAS "SINCERICIDAS"

Conheço pessoas “sincericidas”. Uma pessoa “sincericida” é aquela que usa da sinceridade absoluta e total no momento errado, no lugar errado, da forma errada, para a pessoa errada, cometendo um verdadeiro suicídio. 


Muitas pessoas se gabam de sua sinceridade, sem perceber que a sinceridade absoluta num momento errado e em local inadequado pode ser altamente ofensiva, rude e condenável. 

Conheço pessoas que perderam muitos amigos e até seus empregos por “atitudes sincericidas”. Conheço pessoas que falam mal de outras ausentes, em público, sem o menor pudor, se dizendo sinceras. Conheço casamentos que poderiam durar, sendo desfeitos por causa de “verdades” ditas em ocasi-ões erradas, de forma errada, com palavras erradas.

É óbvio que não sou advogado da mentira ou da falsidade. Mas quero chamar a atenção do leitor para o fato de que vivemos em sociedade e há certas coisas que só devem ser ditas para a pessoa certa, na hora certa, no local certo - e da maneira certa.

Se você tem uma opinião negativa sobre a empresa onde trabalha, sobre seu chefe ou mesmo seu subordinado, não deve sair falando publicamente, por mais que deseje ser verdadeiro e sincero. Conheço chefes que falam muito mal de seus subordinados em rodas de amigos, assim como funcionários que falam mal da empresa em que trabalham a quem queira ouvir. 

Um caso típico de “sincericídio” (quando a verdade surge quando não deveria) ocorreu quando um fornecedor colocou na sua rede social da internet comentários desairosos sobre um de seus clientes. Resultado: é claro que perdeu o cliente. Também conheço casos de funcionários que colocaram em suas redes sociais comentários negativos sobre seus colegas de trabalho e acabaram perdendo o emprego. 

Nos dois casos tudo que foi dito é verdadeiro e sincero, mas não deveria ser postado numa rede social, é claro.

Conheço pessoas “sincericidas” que usam de reuniões para publicar sua sinceridade, criando um clima constrangedor entre os participantes. “Eu sou assim mesmo: sou sincero e falo a verdade”, me disse uma dessas “sincericidas”, conhecida pela falta de educação e ausência de polidez ao tratar com as pessoas.

Pense se você também não é um “sincericida”. Não seja falso, nem mentiroso. Mas pense bem como irá tornar público o seu pensamento. É muito bom que a verdade seja dita e que você seja sincero. Mas faça isso na hora certa, no lugar certo e da forma certa.

Pense nisso. Sucesso!

Professor Luiz Marins

IVETE SANGALO desmente boatos que teria transado com a XUXA: "Eu não sou lésbica"

A cantora Ivete Sangalo, 40 anos, falou sobre os boatos de que teria feito sexo com a apresentadora Xuxa Meneghel, 49 aos, em entrevista à próxima edição da revista ‘Playboy’. Ela afirmou: ‘Não sou lésbica’. Ivete Sangalo respondeu sobre várias polêmicas envolvendo seu nome.

Ivete acredita que o boato surgiu por causa da forte amizade entre as duas. ‘É uma das grandes amigas que tenho até hoje. A gente se abraça, se beija, e ela é muito dengosa, né?’.

Sobre essa questão, a cantora baiana respondeu: “Como é que vou dizer: ‘minha gente, nunca transei com a Xuxa?’ Eu tenho vergonha de ter de falar isso. Por mais que eu desminta, não vai ser suficiente para suprimir essa necessidade do boato que vende. São vários problemas que uma fofoca dessas traz. Primeiro porque ela é minha amiga. Segundo porque eu não sou lésbica. Mas, se eu fosse, isso teria de ser respeitado”, disse a Ivete.

A cantora, que estreou como atriz na novela ‘Gabriela’, contou ainda que perdeu a virgindade tarde, mas que não teve romance. ‘Não foi ‘eu te amo’, nada disso’, disse Ivete, que falou ainda que o assunto sexo era tratado com naturalidade em sua casa quando ela era adolescente.

‘Eram quatro homens em casa, meu pai e três irmãos. Então, esse negócio de sexualidade não era uma coisa ‘oh!’ A gente via homem nu dentro de casa desde pequena, aquilo era uma coisa tranquila. O assunto sexo era muito em voga porque meus pais eram bem sexuais. A gente ouvia a transa do quarto. A cama quebrava, mamãe gritava.’, contou Ivete à revista.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

PEDREIRAS "DESCASO CRUEL" - por Dr Allan Roberto

Ajudei a coordenar a campanha do atual prefeito de Pedreiras Lenoílson Passos. Na época, presidente da Câmara, renunciei a reeleição quase certa para o legislativo para priorizar sua eleição numa conjuntura em que minha presença era importante no eito da coordenação de campanha dele, em se considerando que nosso principal adversário, Raimundo Louro, com a máquina nas mãos, arrojado, marchava para a reeleição, e precisava ter na frente alguém como eu que o enfrentara pesadamente nos últimos quatro anos.

Dr Allan Roberto
Na época Lenoílson reunia as qualidades que as pesquisas qualitativas mostravam que o eleitor pedreirense queria: candidato fora do círculo político tradicional, bom profissional, bom pai de família, religioso... um santo. E fomos buscar alguém com essas características lá no PT com apenas 3% de intenções de votos – ele – Sua Divindade Deística Lenoílson Passos da Silva. Na época ele só falava em serenidade, governo participativo, transparência administrativa, equilíbrio fiscal,justiça social e outros chavões mais que enganou a Pedreiras e até a nós, raposas velhas, que acreditamos que o homem de fato prestava.

Ganhou a eleição e mostrou-se extremamente despreparado no aspecto pessoal, intelectual e emocional para lidar com os meandros do poder e com relações humanas. Distímico, ciclotímico, colérico, paranoico a ponto de ninguém prestar para ele – só ele era puro e sacro-santo. Temperamental e falso, tratava os que viravam as costas a ele depois de uma conversa séria em seu gabinete com a famosa “banana” feita com o antebraço em riste. Centralizador, desconfiava de tudo e todos. Inseguro, apático e sem apetite para o trabalho administrativo e o poder, sumia por semanas, não dava notícias e deixava os auxiliares desesperados com a cidade acéfala. Ultimamente seu vice-prefeito tachou-o psiquiatricamente ser portador de distúrbio afetivo bipolar por esses comportamentos errantes.

Na verdade seu governo foi um desastre administrativo, um festival de corrupção, um espetáculo de roubalheiras em que uma quadrilha foi montada para que com empresas fantasmas e licitações fraudulentas os cofres públicos da prefeitura fossem assaltados perante os olhos omissos e/ou coniventes do prefeito inoperante, incompetente e autocanonizado. E a cidade perplexa perante tanto caos administrativo. Uma obra que deveria durar um mês durava um ano; a de um ano durava um mandato. Nunca se viu uma empresa de grande porte construir uma obra aqui; sempre foram aqueles mesmos pedreirozinhos de chinelas havaianas de sempre, daqui de Pedreiras mesmo... sem capacetes, sem betoneiras, sem britadeiras etc.

Um dia numa entrevista nesse blog falei que a Vara da Fazenda Pública do Ministério Público e do Judiciário já deviam ter cassado e prendido esse prefeito há muito tempo. Crítica parcialmente injusta fiz eu, pois depois investigando melhor, fui ver que pontualmente em várias áreas o governo só trabalhou porque teve a Fazenda Pública do Ministério Público ali futucando e exigindo que ele fizesse sua obrigação, senão muita coisa não teria sido realizada.

Agora vem o pior. Depois de quase oito anos de judiação com a cidade e nosso povo. Achando-se merecidíssmo Magoado porque não ganhou a eleição, resolveu vingar-se com o cúmulo do descaso criminoso e cruel. Fez parar de vez a máquina administrativa.

Atrasam-se salários, contratados estão sendo demitidos ao arrepio da lei sob alegação de enxugamento de folha de pagamento, o lixo deixou de ser recolhido e se acumula na cidade fétida e pútrida, a correição de animais deixou de ser realizada, as ambulâncias pararam de circular, os postos de saúde estão sem material básico mínimo para curativos, vacinas e administração de medicamentos e até realização de consultas médicas, como faltam receituários, e por isso já estão faltando também os médicos e enfermeiros nos postos de saúde periféricos e centrais.

No Hospital Geral na maioria dos últimos dias não houve médicos plantonistas, e quando houve não conseguiam operar ou realizar pequenos procedimentos por falta de anestésicos ou gases; e faltava material básico para curativo, como esparadrapo; material para administração de medicamentos como seringas e agulhas não havia; e até medicamentos básicos como Dipirona, Buscopan, Diclofenaco não existem no Hospital Geral Municipal nos últimos dias. Pacientes internados abandonam o tratamento por falta de medicamentos e até de alimentação. Já houve caso de um médico plantonista pedir um galho de arruda para uma enfermeira para benzer o doente, já que não tinha a medicação básica que o doente precisava... Meu Deus!!!

​Que absurdo!!! Por que isso com o nosso povo??! Que vingança cruel, covarde e desumana!!!

Com a palavra o Ministério Público e a Câmara de Vereadores.

Allan Roberto Costa Silva, médico, ex-Presidente da Câmara Municipal de Pedreiras, membro da Academia Pedreirense de Letras e da Associação de Poetas e Escritores de Pedreiras – APOESP.

MÉDIA OU MÍDIA? O importante é comentar - por Zé Lopes

Quando sugeri uma enquete citando alguns nomes para a secretaria de Cultura de Bacabal e escrevi o artigo “Estratégia errada, derrota anunciada”, postado em 30 de outubro, não imaginei que fosse causar tanto frisson, provocar opiniões e gerar tantos comentários, uns bem racionais, outros nem tanto e alguns chegando a casa da leviandade. Um certo anônimo iniciou seu comentário dizendo : “ZÉ LOPES TÁ PENSANDO QUE CULTURA É SÓ MUSICA POPULAR E PAGODE RODA DE SAMBA...MEU AMIGO VAMOS PARAR DE FAZER MÉDIA”. Um outro escreveu: "Porque vc não apareceu na campanha Zé? Agora que Zé Alberto ganhou vem fazer media”. Nenhum dos dois entendeu o que escrevi.

Longe de mim, fazer média, logo eu, que sou um homem de mídia. Cultura é tudo isso e muito mais, mas muito mais, mesmo. Cultura é um povo feliz. 

Quando fui execrado publicamente na minha própria cidade ao ser obrigado pela então Adjunta de Cultura, a parar meu show para que uma banda de Pernambuco pudesse tocar, tinha todos os argumentos para fazer média na mídia, no entanto, silenciei e pude constatar que o mestre Tom Jobim tinha toda razão quando afirmou que “fazer sucesso em sua terra natal, pra muitos, é ofensa pessoal” e paguei pra ver, e vi, o fim dessa história, citando uma frase do meu avô Chico Moraes: “Bacabal dá e toma”. Pois é, tomou. O bom de tudo isso é que a população está antenada e sedenta por mudança e na cultura, que é a parte que me toca, vê-se que toca muita gente, também. Não se faz média pensando no coletivo, isso é mídia.

O que a cultura de Bacabal precisa, é justamente, de uma pessoa que viva a cultura da terra, que participe dos editais, que saiba fazer um projeto, pois o Ministério da Cultura, a Petrobrás, a Eletrobrás, o Banco do Brasil, O Banco do Nordeste, a Lei Estadual de Incentivo a Cultura, a Lei Rouanet, entre outras leis e empresas, dispõem de verbas para fazer a coisa acontecer, basta saber buscar. 

O músico bacabalense Emanuel de Jesus é de uma boa perspectiva quando diz que é preciso que a própria cidade faça sua lei de incentivo para valorizar seus artistas. A cal e a ferrugem que cismam corroer e castrar o talento de nossos artistas, vai muito além do carnaval, das festas juninas, do aniversário da cidade e das decadentes micaretas, cabe ao novo secretário de Cultura, desde que se imponha e exija um orçamento anual, mostrar o que o artista bacabalense tem, por fomentar essa discussão, me acho no direito de colocar nessa relação, alguns novos nomes sugeridos pelos leitores para uma análise. 

O maestro Tchacatchá, o maestro Vitor Paraíba, o mestre Darlan Caldas, com quem tive o prazer de trabalhar junto e comprovar da sua alta competência, o cantor e compositor Marcos Boa Fé, o multi-artista E. João, os advogados Dr.Bento Vieira e Dr. Rogério Silva, o percussionista Papete, o oftalmologista Dr. Zé Carlos Reis, o cantor Assis Viola que foi esquecido pela cultura, o artista plástico Péricles Nunes, o vereador eleito Melquiades Neto, que já foi adjunto, a professora Vanusa Bacelar e até mesmo a própria vice-prefeita, dona Taugi Lago, todos com perfeitas condições de assumir o cargo.

Bacabal é uma cidade que tem tantos nomes que seria uma decisão acertada, pela nova gestão, a formação de uma comissão cultural, onde englobasse artistas de variadas vertentes culturais, botando de uma vez por todas, a cultura no lugar que merece.

O jornalista Abel Carvalho, há vinte anos, escreveu um artigo intitulado “Bacabal, a terra do já teve” e que continua tão atual, faltando botar ainda, mais algumas novidades, coisas que já tiveram por aqui e que agora fazem parte do passado. Já tivemos carnavais imensos, festivais anuais de música, concursos de toadas, dois grupos de teatro, feiras culturais, uma casa dos artistas, uma academia de letras, ruas de lazer, gincanas culturais, concursos de poesias, etc... Se fazer média, for querer que tudo isso seja revitalizado, e querer que a boa terra deslanche para o mundo exibindo seus artistas, eu faço a mídia.

Continuando com o texto do anônimo “QUE SERVI PARA TODOS OS LEITORES, ANTES DA ELEIÇÃO NÃO SE VIA ELOGIOS NEM MENSAGEM DE AUTO AJUDA DE FORÇA A ZÉ ALBERTO AGORA O QUE MAS SE VER NA NET E O POVO MANDANDO MENSAGEM PRO ZÉ ALBERTO QUERENDO FAZER MEDIA... VAMOS PARA GENTE DE QUERER FAZER MEDIA E APARECER...FÃ E TORCEDOR A GENTE TEM QUE DEMOSTRA ANTES DA COMPETICÃO E NÃO DEPOIS DA GERRA VENCIDA”. Diante de desse maravilhoso texto, com todos esses erros de português, despeço-me dizendo que dá pra ver que não é só a cultura de Bacabal que vai mal, a educação também. Mas isso é assunto para outro artigo.

Zé Lopes é cantor, compositor, escritor, poeta, produtor cultural, redator chefe da revista Caras e Nomes e é bacabalense.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

ADRIANO do Flamendo diz que faltou ao treino para estudar para o ENEM

Às voltas com mais cobranças por mais uma ausência, o jogador Adriano justificou sua falta alegando um motivo nobre. Ele afirmou que está estudando para o Enem. “Não sei como vai ser minha vida daqui a alguns anos, então tenho que me preparar para o que vier. Preciso me preparar para as provas”, disse o jogador.

Adriano reclamou da imprensa. “Ninguém me incentiva. Daqui a pouco vai aparecer alguém dizendo que é mentira, que eu não estou estudando”. O jogador disse que vai fazer faculdade de turismo ou Química. “Quero entender as reações químicas do álcool”.

EDNALDO NEVES - O "metralharanja" quer ser secretário

Apontado como "homem-metralhadora" e “laranja” de Edivaldo Holanda Júnior (PTC) no 1º turno, o ex-candidato do PRTB, Ednaldo Neves, quer ser secretário municipal.

Ele tem conversado com o núcleo de comando da campanha, sempre insinuando que fez um papel importante e precisa ser recompensado.

Sofre resistências do pai do prefeito eleito, Edivaldo Holanda, por exemplo.

Holandão não perdoa a participação do “homem-metralhadora” – como o próprio Neves se auto-intitulou - no polêmico vídeo das milícias. 

Para o pai do prefeito, ao lado do vice Roberto Rocha, Neves foi um dos principais influenciadores de Holandinha par aa participação no evento com militares, num episódio que quase custou a vitória do petecista.

Se tiver uma secretaria, Ednaldo Neves deve receber uma daquelas sinecuras sem maiores participações na gestão da cidade.

Cabide de emprego, para ser mais claro…

Fontes: Blog do Marco Aurélio D'eça

domingo, 4 de novembro de 2012

VELOCIDADE DA INTERNET: saiba como exigir seus direitos

Já entraram em vigor as novas regras de qualidade da internet fixa no país. Regulada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), as empresas agora não poderão disponibilizar aos seus consumidores uma velocidade instantânea da internet menor do que 20% do contratado pelo usuário, em 95% das medições realizadas.

Até o momento, as empresas não eram reguladas com um mínimo de velocidade de internet na prestação do serviço, e por isso nem sempre a velocidade contratada batia com a velocidade real. A partir dessa semana, no entanto, as empresas terão que se adaptar às novas regras estabelecidas e obedecer a um cronograma.

Neste primeiro ano, a velocidade instantânea oferecida, tanto no download quanto no upload, deve ser de, pelo menos, 20% do contratado. Ou seja: caso o contrato de internet seja de 1 Mpbs, o mínimo da conexão deverá ser 200 Kbps. Nos doze meses seguintes, o mínimo sobe para 30%, e, a partir de então, para 40%.

As empresas também são obrigadas a ter uma velocidade média da banda larga fixa, que corresponda ao resultado da média de todas as medições realizadas no mês, considerando tanto no download quanto no upload. A meta, a partir de agora, é de 60% nos doze primeiros meses. A partir de novembro de 2013 ela aumenta para 70%, e, depois, para 80%.

Neste primeiro momento, nem todas as empresas estão obrigadas a obedecer as metas de qualidade. Apenas as prestadoras com mais de 50 mil assinantes: Oi, Net, Telefônica/Vivo, Telefônica Data, Ajato Telecomunicações, GVT, CTBC Telecom, Embratel, Sercomtel e Cabo Telecom.

As empresas tiveram um ano para adaptar os seus equipamentos às novas regras de qualidade da Anatel, estabelecidas no Regulamento de Gestão da Qualidade do Serviço de Comunicação Multimídia. Aquelas que não cumprirem as metas de qualidade poderão ser punidas pela agência.

Os usuários que se sentirem lesados poderão realizar reclamações juntamente com a operadora ou diretamente à Anatel através de seu site na aba Fale Conosco, por telefone através do número 1331, ou nos postos de atendimento pessoal espalhados em cada capital brasileira.

DIAS GOMES - 90 anos de histórias (veja o vídeo)

Na coluna de semanal de Nelson Motta dessa semana a homenagem é ao escritor DIAS GOMES, o pai do realismo fantástico, veja abaixo o vídeo.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...